GESTÃO HOSPITALAR: Saiba como um método da indústria pode trazer benefícios à area da saúde

GESTÃO HOSPITALAR tip imagem

A comparação de um hospital com uma indústria soa distante, mas pense que o paciente passa por uma série de etapas e processos como uma peça em uma fábrica. É preciso, portanto, que todo o fluxo de processo ocorra sem interrupções e falhas, sendo sempre contínuo e eficiente.

A Toyota, fabricante japonesa de automóveis, criou o método Lean de manufatura que se propõe a diminuir perdas e a aumentar a eficiência das fábricas.

 

Desde os anos 90 este sistema tem sido adotado nos centros de saúde de todo o mundo, conhecido como “Lean Healthcare”, ou saúde enxuta.

 

Do chão de fábrica para o centro cirúrgico

Este sistema é principalmente baseado no método de diminuição do desperdício que foi dividido em 7 categorias¹:

 

DESPERDÍCIOS

EXEMPLOS

Superprodução

Monitoramento excessivo de pacientes que não demandam tais cuidados; catalogação de medicamentos prevendo seu uso futuro

Defeitos

Realização de exames laboratoriais sem resultados; administração errada de medicamentos; encaminhamentos equivocados de pacientes

Estoques

Equipe altamente qualificada sem uso; pacientes esperando diagnóstico; resultados laboratoriais sem resultados

Processamento equivocado

Uso de remédios fortes para problemas simples; testes desnecessários

Transporte excessivo

 

Transporte de medicamentos, pacientes, entre outros, decorrentes de layout não otimizado

Movimentação excessiva

 

Uso não racionalizado do ambiente e postos de trabalho

Esperas

Tempo de espera de atendimento, espera de resultados de exames, espera de alta

 

Identificadas essas debilidades, o sistema Lean Healthcare vai atuar para melhorar o fluxo, gerando valor e diminuindo custos, afinal, desperdício gera prejuízo.

 

Como é o acompanhamento do processo?

Como numa indústria é preciso de métricas de acompanhamento da melhoria continua. Alguns indicadores propostos pelo sistema são²:

 

-Taxa de satisfação dos pacientes

-Eficiência administrativa

-Índice de infecção hospitalar

-Taxa de mortalidade hospitalar

-Retorno sobre investimento financeiro (ROI)

-Margem operacional

 

Estes e outros indicadores possibilitarão perceber os ganhos obtidos em cada etapa depois de implementado o sistema.

 

Resultados obtidos

O Hospital ThedaCare, nos EUA,  conseguiu reduzir o tempo de espera por internação para pacientes de cirurgia ortopédicas de 14 semanas para incríveis 31 horas, gerando assim, um aumento do índice de satisfação do paciente de 68% para 90%.

No Brasil temos alguns exemplos também. Com o mapeamento das atividades e desperdícios, uma entidade paulista, fez com que o hospital saltasse de uma taxa de atendimento em até 10 minutos de 32% para impressionantes 90%.

 

No projeto-piloto, implantado no centro cirúrgico, a adoção do sistema gerou a eliminação de etapas desnecessárias no processo da cirurgia, o que fez com que o intervalo de tempo entre elas caísse de 1h30 min para 30 min, liberando para o hospital o equivalente a cinco salas cirúrgicas no horário de alta demanda (7h às 19h)³.

 

Quer saber mais?

-Título: Manufatura Enxuta Como Estratégia de Produção.

Autor: Dalvio Ferrari Tubino. Editora Atlas.

-Título: O Lean na Área da Saúde.

Autores: Debra Hadfield | Shelagh Holmes | Sue Kozlowski | Todd Sperl. Editora DOC Content.

-Lean Institute Brasil: https://www.lean.org.br/default.aspx

-Curso Lean: https://www.einstein.br/ensino/ead/lean_6_sigma_na_saude

-Implementação do sistema:  https://www.youtube.com/watch?v=2E_iqy69FNs

 

 

“Lean não pode ser encarado como algo a mais. Deve ser uma maneira diferente de perceber, pensar e agir na realidade. No ambiente hospitalar, o intuito da ferramenta é ainda reduzir esperas, eliminar filas, diminuir custos e retrabalho”

 

Flávio Battaglia, representante do Lean Institute Brasil

 

 

Referências
1. Escola EDTI (2017), disponível em: http://www.escolaedti.com.br/lean-healthcare-guia-da-gestao-de-processos-na-area-da-saude/
2. HOMINISS (2016), disponível em: http://www.hominiss.com.br/es/img/usr/teses-artigos/A_Saude_Enxuta.pdf
3. UNICAMP (2015), disponível em: http://www.unicamp.br/unicamp/noticias/2015/11/12/lean-healthcare-arrebanha-mais-seguidores-para-gestao-em-saude

A avaliação dos usuários para este artigo é