Terapia Nutricional em Disfagia Ingestão segura de alimentos para mais qualidade de vida

Disfagia e Xerostomia A alimentação é essencial para a sobrevivência humana, requisito básico para o desenvolvimento físico, mental e social. Além disso, a alimentação envolve outras dimensões, como prazer, emoções, compartilhamento e sociabilidade.1 A prevalência de disfagia orofaríngea é alta e afeta6: 30% dos pacientes com acidente vascular cerebral (AVC) 52% a 82% dos pacientes com doença de Parkinson 84% dos pacientes com Alzheimer 40% dos adultos acima de 65 anos de idade

A avaliação dos usuários para este artigo é


Faça o login para ver o conteúdo completo.